Saúde Digestiva




98% dos portugueses consideram que a Saúde Digestiva contribui de forma essencial para a Saúde global

Os portugueses concordam que a saúde digestiva contribui de forma essencial para uma melhor vida saudável. No âmbito do Mês da Saúde Digestiva, a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) levou a cabo um inquérito cujas conclusões revelam que 98.8% dos inquiridos reconhece então a importância da saúde do aparelho digestivo e o impacto que este tem na saúde global.

A diligência para com a saúde digestiva reflete-se também no que diz respeito ao diagnóstico, com a mesma percentagem de indivíduos (98.8%) a considerar o diagnóstico precoce muitíssimo ou bastante importante. Contudo, apenas 29% dos inquiridos visitou um especialista, 49% dos quais o fez há mais de três anos.

Esta disparidade entre a importância dada à saúde digestiva e a falta de consultas periódicas com médicos gastrenterologistas é uma das conclusões mais inquietantes deste inquérito. As doenças do aparelho digestivo afetam milhões de portugueses, muitas das quais envolvem poucos ou nenhuns sintomas.

A vigilância clínica e o diagnóstico precoce têm um papel muito importante na prevenção e tratamento destas patologias que, atualmente, representam três das principais causas de morte em Portugal.

Os exames da índole da gastrenterologia são, como tal, como um instrumento fulcral da ação de qualquer médico da especialidade e o rastreio para muitas destas doenças é considerado essencial e recomendado por várias diretivas, a nível nacional e internacional.

Segundo o inquérito, 69% dos portugueses acreditam que a pandemia influenciou negativamente a realização de exames de saúde. Embora fosse expectável que este contexto pandémico o fizesse, contudo, dado o cuidado para com a saúde digestiva, é também esperado que os indivíduos, cada vez mais, procurem colmatar a situação e procurar vigilância médica.

Assim sendo, é importante continuar a dirigir esforços para a concretização da missão do Mês da Saúde Digestiva e educar a população no que diz respeito a esta temática de forma a garantir cada vez mais consciencialização junto da população, educando-a no que diz respeito à prevenção, diagnóstico e tratamento de patologias do aparelho digestivo.

Clique aqui para conhecer todas as conclusões.

 

Ver infografia.

Outros Artigos de interesse

FODMAP e a importância da Dieta Terapêutica na prevenção da SII

FODMAP e a importância da Dieta Terapêutica na prevenção da SII

FODMAP é um acrónimo – de oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis – que conjuga alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso organismo e que podem causar desconforto intestinal, originando sintomas a curto, médio e longo...

O impacto da Doença Inflamatória Intestinal no Idoso

O impacto da Doença Inflamatória Intestinal no Idoso

A DII pode apresentar-se em qualquer idade, exibindo um segundo pico de incidência na 6ª e 7ª décadas de vida. Estima-se que até 30% dos doentes com DII tenha mais de 60 anos, denominando-se de DII no idoso, e dividindo-se em dois grupos: os doentes com diagnóstico em...

Qual a influência dos nossos hábitos alimentares na Saúde Digestiva

Qual a influência dos nossos hábitos alimentares na Saúde Digestiva

16 de outubro é o Dia Mundial da Alimentação, um marco que pretende consciencializar a opinião pública sobre questões relativas à nutrição e à alimentação. É também um apelo global à erradicação da fome. A alimentação é um comportamento individual benéfico para a...

Hepatite C

Hepatite C

A Hepatite C é uma pandemia esquecida e silenciosa que afeta 70 milhões de pessoas mundialmente. Anualmente, morrem 400.000 pessoas por ano por cirrose e cancro do fígado em consequência desta hepatite viral. Em Portugal, existem ainda mais de 40 mil pessoas infetadas...