Saúde Digestiva

Prevenção

Alimentação, Exercício Físico e sua Importância em Saúde Digestiva

A alimentação e o exercício físico são comportamentos individuais benéficos para a nossa saúde global e, mais particularmente, para a Saúde Digestiva de cada um. Ambos são fundamentais e imprescindíveis na prevenção de doenças gastrointestinais.

Os órgãos do aparelho digestivo estão intrinsecamente envolvidos na nutrição humana absorvendo dos nutrientes necessários para que o nosso corpo funcione. O que comemos tem, portanto, um impacto bastante tangível na nossa saúde.

Adotar uma dieta saudável e equilibrada é uma preocupação que deve estar presente no nosso quotidiano. É encorajado o consumo de alimentos ricos em fibra hidrossolúveis como fruta fresca, legumes, aveia, arroz e cenoura, o consumo não excessivo de carnes vermelhas e gordura e a minimização da ingestão de produtos processados. O consumo de, pelo menos, 1.5l de água diariamente é também visto como um hábito saudável.

Este tipo de dieta protege a microbiota, ou seja, os diversos microrganismos que colonizam o nosso corpo e têm funções importantes para o bom funcionamento do nosso intestino e do nosso corpo no geral. Para além disso, irá aumentar a saciedade, reduzir absorção de colesterol e regularizar o trânsito intestinal.

Os benefícios da prática regular de exercício físico são também notórios. Esta contribui para o controlo de peso, estimula a motilidade intestinal, diminui o stress e os seus efeitos no nosso aparelho digestivo e diminui o risco de doenças cardiovasculares e oncológicas. Recomenda-se que o exercício físico aconteça, no mínimo, três vezes por semana durante 30 minutos.

O Mês da Saúde Digestiva pretende alertar para a importância da prevenção em Saúde Digestiva, nesse sentido, encorajar para a adoção de comportamentos preventivos, como hábitos alimentares equilibrados e atividade física regular, é uma das missões da iniciativa.