Saúde Digestiva

Análises ao Fígado
Prevenção

Análises ao Fígado

O fígado é indispensável à nossa sobrevivência e desempenha cerca de 5000 funções desde processar nutrientes, ao combate de infeções e filtração de substâncias tóxicas. Há várias patologias que impactam o bom funcionamento deste órgão e a sua prevalência e mortalidade são bastante elevadas junto da população portuguesa.

O diagnóstico precoce é fundamental para impedir a progressão de qualquer doença,  garantir a maior eficácia do tratamento e, consequentemente, diminuir a mortalidade associada às diferentes patologias que podem afetar o fígado. Entre elas, destacam-se, a hepatite, cirrose e o cancro do fígado (hepatocarcinoma).

Todos os indivíduos devem estar conscientes dos sintomas e sinais associados a estas doenças e estar atentos: desconforto abdominal, febre, mal-estar, fadiga, perda de apetite, urina escura, fezes claras e icterícia.

A natureza silenciosa das doenças do fígado significa que estes podem manifestar-se quando a doença está num estado muito avançado. Esta situação realça a importância da monitorização clínica com um médico gastroenterologista, que deve ser feita regularmente e não apenas em caso de SOS. Mas, acima de tudo, sublinha a necessidade de realizar análises ao fígado.

Uma análise ao sangue permite averiguar valores como a ALT, AST, GGT e Fosfatase Alcalina e Bilirrubinas, que quando alterados podem ser tradutores de possíveis patologias do fígado. Este procedimento é rápido, simples e indolor e possibilita um diagnóstico atempado que poderá fazer a diferença no tratamento da doença.

A cirrose, para além do efeito negativo que tem no órgão, pode estar na origem do cancro do fígado, assumindo-se então como uma das doenças mais graves deste orgão. O diagnóstico precoce pode evitar que progrida até à doença oncológica, consequentemente, reduzindo a mortalidade associada a ambas as doenças.

Para além disso, o teste à hepatite C é também amplamente aconselhado. Os gastroenterologistas recomendam que seja feito, pelo menos, uma vez na vida e, se esta for diagnosticada, o paciente receberá tratamento cuja taxa de eficácia é quase total evitando complicações mais graves da doença.

As análises ao fígado são tão importantes como outros comportamentos preventivos como a alimentação correta e a prática de desporto regular. Consulte com frequência o seu médico!  Pela sua saúde digestiva, e antes que o seu fígado dê que falar, não deixe de fazer o teste!