Saúde Digestiva

Drª Rosa Coelho
Artigos de Opinião

DOENÇAS ANAIS – O seu diagnóstico é fundamental!

A presença de doenças anorretais benignas (as que falaremos no dia de hoje) estão associadas a uma prevalência considerável de sintomas de ansiedade/depressão e a um impacto negativo na qualidade de vida.

É fundamental o seu diagnóstico precoce, bem como o tratamento eficaz de forma a melhorar a qualidade de vida destes doentes.

Muitas das queixas associadas a estas doenças não são relatadas ao médico assistente por vergonha, o que pode ser mais um obstáculo ao diagnóstico atempado destas patologias anorretais. O tratamento pode ser realizado por Proctologistas, que podem ser gastrenterologistas ou cirurgiões.

HEMORRÓIDAS

O que são? Hemorróidas são veias do reto que existem em todas as pessoas e podem causar sintomas como comichão, dor ou hemorragia após a defecação. Em alguns casos, pode sentir hemorróidas na região anal, contudo noutros casos as hemorróidas podem estar escondidas dentro do reto.

As suas causas? Existem várias causas que podem justificar a presença de doença hemorroidária, entre elas: obstipação (prisão de ventre), obesidade, dieta pobre em fibras e com reduzida ingestão de líquidos, estilo de vida sedentário, gravidez e fatores genéticos.

Consulte o seu médico se observar hemorragia (sangue vivo). A hemorragia pode ter outra causa, que deve ser investigada. O tratamento pode ser local, alterações do estilo de vida, tratamentos instrumentais feitos por Proctologistas ou cirurgia:

– O tratamento local pode passar pela aplicação de pomadas, supositórios e ainda pela utilização de técnicas como a ligadura elástica de hemorróidas ou injeção de substâncias que podem diminuir as hemorróidas e evitar a cirurgia;

– O tratamento cirúrgico é feito pela remoção local das veias afetadas.

FISSURA ANAL

O que é uma fissura anal? É uma laceração (“rasgão”) no ânus que causa dor, especialmente durante e após a defecação. Há um músculo que envolve o ânus e o mantém fechado, chamado esfíncter anal, que fica tenso quando o ânus está lesionado. Em pessoas com fissuras anais, o esfíncter pode estar mais contraído, o que pode fazer com que haja ainda mais traumatismos.

O que causa uma fissura anal? Uma fissura anal é mais frequentemente causada por uma evacuação de fezes duras, contudo existem outras causas para o seu aparecimento.

Como são tratadas as fissuras anais? O tratamento para fissuras anais envolve várias etapas. Inicialmente, deverá realizar as seguintes medidas:

– Impedir que tenha fezes duras – (pessoalmente retirava as fezes líquidas porque causa confusão) (aumentar a ingestão de fibras, e se necessário recorrer a laxantes);

– Usar pomadas

Se essas etapas não funcionarem, poder-se-á tentar outros tratamentos, tais como:

– Toxina botulínica (“BoTox”): ajuda o esfíncter anal a relaxar e consequentemente permite a cicatrização da fissura. Esta injeção local pode ajudar, mas também pode causar problemas de incontinência para gases ou fezes de forma temporária.

– Tratamento cirúrgico: durante a cirurgia, o médico faz um pequeno corte no esfíncter, que pode ajudá-lo a relaxar este músculo. Esta cirurgia funciona na grande maioria dos pacientes, estando indicada em pessoas que não melhoraram com outros tratamentos. A cirurgia pode causar problemas duradouros com incontinência de gases ou fezes numa pequena percentagem de doentes.

PRURIDO ANAL

O que é prurido anal? Prurido anal é a sensação de comichão, temporária ou persistente, do ânus e/ou da pele em redor. Pode ser mais intenso durante a noite ou depois da defecação e piorar em situações de calor e humidade. O prurido anal é uma condição relativamente comum, atingindo cerca de 5% das pessoas, mas que causa desconforto e constrangimento.

O que provoca prurido anal? Existem muitas causas possíveis, incluindo: hemorróidas; certos alimentos ou bebidas, que podem irritar o ânus, tais como: café, chá, cerveja e coca-cola, chocolate, tomates, citrinos (laranjas ou toranjas); parasitas intestinais; doenças que afetam o ânus, tais como: abscesso ou fístula anal, cancro ou outras doenças da pele, como: psoríase, dermatites ou infeções.

Como se trata? Existem algumas recomendações que poderão ajudar a melhorar as queixas de prurido na região perianal. Estas medidas implicam tratamentos com pomadas e alterações do comportamento.

CONDILOMAS ANAIS

O que são condilomas anais? São verrugas na região anal, geralmente pequenas, cor da pele, amareladas ou rosa, que podem surgir em várias localizações: vagina, pénis ou ânus. São causados pelo vírus do papiloma humano ou “HPV”, que pode ser transmitido sexualmente. O tipo de HPV que causa a maioria dos condilomas não é, geralmente, perigoso. Mas outros tipos de HPV podem levar ao cancro do colo do útero, do pénis ou do ânus.

Que sintomas causam? A maioria das pessoas com condilomas não tem sintomas (para além de sentirem ou verem os condilomas). Contudo, alguns doentes podem ter queixas locais de prurido (comichão), dor/sensação de queimadura ou sangramento, ou até mesmo interferência com a defecação, função sexual e estado psicológico.

Como é feito o diagnóstico? O seu médico deve ser capaz de informá-lo da presença de condilomas após realização de um exame físico do local. Durante este exame poderá haver necessidade de realizar biopsias.

Como são tratados os condilomas anais? Existem medicamentos que podem ajudar a tratar os condilomas. A maioria destes medicamentos são pomadas que se aplicam sobre os condilomas sendo necessária a sua aplicação várias vezes durante um ciclo de tratamento. Quando não se verifica melhoria após aplicação local de medicação, ou na presença de condilomas não viáveis para estes tratamentos, existem outras opções para remover os condilomas, de entre os quais: – Árgon plasma, que usa coagulação para “queimar” os condilomas; – Crioterapia, que usa um produto químico para os destruir por “congelação”; – Cirurgia tradicional, que envolve a sua remoção.

Drª Rosa Coelho,
Médica gastroenterologista no Centro Hospitalar São João a convite da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia