Contactos
+351 21 799 55 30 +351 21 799 55 38 Rua Abranches Ferrão, Nº 10 – 14º, 1600-001 Lisboa

Slide

O Mês da Saúde Digestiva é uma causa de responsabilidade social corporativa da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, em parceria com empresas nacionais líderes nos seus sectores. Inicia-se a 29 de maio (Dia Mundial da Saúde Digestiva) e prolonga-se durante o mês de junho, com ações ao longo do ano. Pretende informar sobre o que é a Saúde Digestiva e qual a sua importância ao nível da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento das doenças do aparelho digestivo, assim como contribuir para a melhoria, do estado da Saúde Digestiva e da Saúde global dos Portugueses.

Microbioma – tema do ano

Apesar de sabermos que o microbioma é o elo de ligação entre o aparelho digestivo e os restantes órgãos, equivalente à flora intestinal, ainda não conhecemos pormenorizadamente a sua fisiologia e a sua total implicação na saúde e na doença. É fundamental consciencializar para a necessidade de investigação e projeção deste “novo órgão” que, à semelhança do genoma humano, representa o património genético dos microorganismos que vivem connosco: um ecossistema de mais de 100 triliões (bactérias na maioria) que habita o nosso sistema digestivo. A sua função é auxiliar a digestão de nutrientes que não são absorvíveis pelas células do organismo, mediar os sistemas imunológico e neurológico, e estabilizar a função de vários órgãos. O estudo do microbioma poderá conduzir ao desenvolvimento de novas formas de diagnóstico, de compreensão e até mesmo ao tratamento de certas doenças.

Saúde Digestiva em tempo de pandemia

O impacto da pandemia na especialidade do aparelho digestivo é enorme. Para além do contágio social, o risco de contaminação é muito elevado nos exames mais comuns para a manutenção da Saúde Digestiva, como endoscopias e colonoscopias. O foco tem sido atender os casos urgentes e prioritários, bem como os doentes oncológicos, mas nesta fase de desconfinamento é imperativo recuperar todos os exames e consultas que ficaram por fazer. Acima de tudo, é fundamental manter a confiança nos médicos e no sistema de saúde, e continuar no bom caminho da contenção que Portugal está a percorrer.

Prevenir

Um estilo de vida saudável, uma dieta equilibrada, exercício físico regular, evitar a obesidade e consultar o gastrenterologista quando as pessoas se sentem bem, e não como última solução, são 4 princípios centrais para prevenir doenças e garantir uma boa Saúde Digestiva.

Diagnosticar

Está provado que o diagnóstico precoce é uma das formas mais eficazes de reduzir a mortalidade, nomeadamente do cancro, e promover a Saúde Digestiva. Exames como a endoscopia e a colonoscopia são duas das melhores armas de diagnóstico do gastrenterologista.

Tratar

Ao prevenir e diagnosticar atempadamente múltiplas entidades, o gastrenterologista consegue tratar as doenças do aparelho digestivo, que afetam milhões de portugueses, com resultados muito mais positivos. Sustentado por prometedores avanços tecnológicos e científicos, este é o 3º pilar da Saúde Digestiva.