Saúde Digestiva

Os sintomas silenciosos do seu fígado
Prevenção

Os sintomas silenciosos do seu fígado

O fígado é um órgão que pertence ao sistema digestivo responsável por cerca de 5000 funções entre as quais a filtragem do sangue e eliminação de toxinas, a produção de proteínas, fatores de coagulação, triglicerídeos, colesterol e bile. Tem uma grande capacidade regenerativa, que torna possível que qualquer indivíduo possa doar uma parte do seu fígado.

Este órgão é indispensável à sobrevivência, funciona sem interrupções durante 24 horas e está encarregue de processar nutrientes e metabolizar medicamentos, álcool e drogas, produzindo enzimas que degradam e inativam essas substâncias, favorecendo a sua eliminação através da urina ou das fezes. É, portanto, essencial ter um especial cuidado com o fígado e favorecer hábitos e comportamentos que promovam a sua saúde.

Uma alimentação correta e a prática de exercício físico são sempre comportamentos aconselhados na prevenção de doenças do sistema digestivo. Para a saúde do fígado é particularmente importante que não beba álcool em excesso ou fume, evite o uso abusivo de medicamentos, o excesso de peso e a obesidade e ainda que pratique sexo seguro e não partilhe materiais usados nas drogas de adição.

Um estilo de vida saudável poderá ajudar a evitar doenças como insuficiência hepática, fígado gordo, hepatites, cirrose e cancro. Estas patologias são bastante comuns e responsáveis por uma elevada taxa de mortalidade entre indivíduos portugueses.

Para além de promover estilos de vida saudáveis, é fundamental estar atento a sinais associados a estas doenças. Desconforto abdominal, febre, mal-estar generalizado, fadiga, perda de apetite, urina escura, fezes claras e urina escura e icterícia são alguns dos sintomas que se podem alertar para a existência destas patologias hepáticas.

Contudo, a maioria das  doenças do fígado são silenciosas, ou seja, a sintomatologia manifesta-se em fases já muito avançadas da doença o que poderá levar a um desenvolvimento desfavorável e ter uma influência negativa na eficácia do tratamento.

Isto significa que os comportamentos preventivos já referidos devem também incluir consultas regulares com um gastroenterologista para garantir a vigilância clínica, bem como para efetuar análises ao sangue que podem ser essenciais para o diagnóstico atempado destas doenças.

Não deixe de cuidar do seu fígado e mantenha-o no centro das atenções pelos melhores motivos! Adote uma alimentação saudável, pratique desporto regularmente, consulte um gastroenterologista regularmente e faça análises ao seu fígado.