Saúde Digestiva

Prevenção

Cirrose e Cancro do Fígado

O fígado é o órgão mais pesado do organismo, sendo responsável por mais de 5000 funções incluindo processar alimentos provenientes do intestino, combater infeções, produzir a bílis (substância que ajuda na digestão), armazenar o ferro, vitaminas e outras substâncias essenciais, e eliminam substâncias tóxicas para o organismo.

Quando saudável, este órgão é liso e mole, contudo, a cirrose hepática, fenómeno em que as suas células morrem e são substituídas por tecido fibroso, altera a sua estrutura deixando-a irregular e cheio de nódulos e perturbando o normal funcionamento do fígado.

Habitualmente, quem tem cirrose hepática não manifesta sintomas, o que permite que a doença evolua durante vários anos antes de ser detetada. À medida que as mudanças no tecido do fígado se intensificam podem surgir sintomas como emagrecimento, cansaço, vómitos com sangue, icterícia (olhos amarelos), ascite (acumulação de líquido no abdómen).

As análises do fígado, como a ALT, AST, GGT e Fosfatase Alcalina, são uma das formas de detetar uma possível cirrose. Em Portugal, mais de 1 milhão de indivíduos têm estas análises alteradas e, uma vez que cerca de 10 a 40% das pessoas com cirrose têm cancro do fígado ao fim de 10 anos, esta patologia destaca-se como uma das doenças mais graves que atinge este órgão.

Existem três causas principais de cirrose no nosso país: o consumo excessivo de álcool durante anos, infeção pelo vírus da hepatite C, e o excesso de peso. Esta última é um problema com consequências muito graves a curto prazo e cuja incidência tem vindo a aumentar.

Para além de promover um estilo de vida saudáveis, uma dieta equilibrada e a prática de exercício regular, para prevenir as doenças do fígado é importante que o doente reduza ou elimine o consumo do álcool, faça análises de rotina. É também aconselhado que procure testar a hepatite C e B pelo menos uma vez na vida e, se for diagnosticado com hepatite C, que receba tratamento adequado para essa patologia, que tem taxa de eficácia perto dos 100%.