Existe uma relação entre a obesidade e o risco de doenças do aparelho digestivo
Mitos e Factos

Existe uma relação entre a obesidade e o risco de doenças do aparelho digestivo

FACTO!

A obesidade é uma patologia que consiste no excesso de gordura corporal e tem impacto negativo na saúde de um indivíduo. Uma pessoa é considerada obesa quando o seu Índice de Massa Corporal (IMC) – que se obtém através da fórmula matemática: peso em quilos ÷ altura em metros ao quadrado – é superior a 30 kg/m².

Este problema de saúde pública é um fator de risco associada a várias patologias como doenças cardiovasculares (como a hipertensão), apneia do sono e aumenta o risco de se ter sintomas e doenças do aparelho digestivo.

É mais provável que uma pessoa obesa tenha doença de refluxo, obstipação ou fígado gordo, que também se associa à diabetes e a elevação do colesterol e que, em alguns casos, pode levar a inflamação (esteatohepatite) que poderá evoluir para cirrose e cancro do fígado.

Embora a diferença mais significativa diga respeito ao risco aumentado de cancro do fígado, está bem demonstrado um aumento da frequência de cancro do esófago, estômago, pâncreas, vesícula, cólon e reto em indivíduos obesos.

A alimentação pouco cuidada e o sedentarismo são os dois fatores que mais contribuem para a obesidade, por isso, procure adotar um estilo de vida saudável com uma dieta equilibrada, a prática de exercício físico regular e consultar regularmente um gastrenterologista.